fecha

Roda de aromas ajuda na avaliação de vinhos, 20/08/18

A análise dos aromas costuma ser aplicada por técnicos e apreciadores mais exigentes do vinho, pois alguns deles melhoram, pioram ou condenam a qualidade do vinho, outros indicam a compatibilidade do vinho com as preferências de quem analisa e até mesmo revelam problemas no processo de produção.

Alguns aromas desagradáveis e bem conhecidos, como o de rolha contaminada, o da oxidação e o de vinagre condenam o vinho assim que é aberto. Outros provocam momentos de exaltação e até criam alta expectativa para o seu consumo.

A origem do aroma pode ser da própria fruta (primários), adquiridos no processo de fermentação (secundários) ou envelhecimento (terciários ou bouquê). Assim, na análise natural, que usa apenas os recursos do provador, é possível distinguir quase uma centena de aromas.

A quantidade de aromas que podem ser distinguidos aumenta na medida da experiência do provador. Os menos experientes conseguem distinguir poucos (menos que 10) e os muito experientes e sensíveis conseguem distinguir cerca de 80 deles.

A experiência em detecção de sabores exige a aquisição de uma memória de aromas, pois no fundo, o provador vai comparar o aroma que detecta numa prova com algum que consegue localizar naquela memória. Quem nunca sentiu e memorizou o aroma da fruta lichia, não vai percebe-lo quando ocorrer.

A aquisição da experiência em sabores se torna mais efetiva se o provador, ao invés de aleatoriamente, conhecer e memorizar os sabores de uma forma organizada, em que os aromas são classificados em grupos que se assemelham, como o das frutas, o da flores, o das ervas etc..

Isso levou os estudiosos a conceberem classificações e apresenta-las no formato circular, onde cada aroma ocupa um setor (uma fatia) de um círculo.

A quantidade de setores varia com a quantidade de aromas que a roda abrange. A da figura abrange 80 aromas.

No lugar da roda, essa matéria apresenta os seus 80 aromas na forma tabular, que pode ser mais prática para alguns analistas

GrupoSubgrupoAroma Típico
frutos vinho branco citrinos grape fruit
limão
lima
tangerina
frutos de árvore pera
maçã
maçã verde
pêssego
frutos tropicais melão
goiaba
abacaxi
maracujá
lichia
frutos vinho tinto vermelhas groselha
groselha negra
morango
ameixa
frutos de árvore cereja
ameixa
flores madressilva
espinheiro
flor de laranjeira
tília
jasmim
acácia
violeta
lavanda
rosa
vegetal legumes pimenta verde
tomate
ervas frescas erva cortada
aneto
tomilho
menta
ervas secas tabaco
feno
folhas folhas de cassis
eucalipto
mineral vinho branco jovem sílex
vinho branco velho querosene
vinho tinto velho alcatrão
leveduras pão
fermentação malolática manteiga
iougurte
envelhecimento em barricas fumado
café
torrado
especiarias baunilha
pimenta
canela
alcaçuz
noz moscada
cravo da India
frutos secos amêndoa
avelã
coco
madeiras carvalho
sândalo
cedro
pinho
colheita tardia/ botrytis damasco seco
casca de laranja
vinho tinto fortificado ameixa seca
vinho branco velho mel
vinho tinto velho chocolate
animal almíscar
couro
mofo musgo de árvore
trufa
cogumelo
tricloroanisol rolha
oxidação xerez
calor madeira
acidez volátil ácido acético vinagre
acetato de etila removedor de esmalte
sulfuroso sulfureto dimetila milho
etil mercaptano cebola
sulfureto hidrogênio ovo podre
dióxido enxofre borracha
brett etil fenol defumado, suor animal, remédio

Uma leitura atenta da tabela, aliada à experiência de cada apreciador, por menor que seja, já deve revelar alguns critérios de agrupamento dos aromas e também a que vinhos se referem alguns sabores, por exemplo o mel, que é típico dos vinhos brancos velhos.



Mais novas ...

Tampa de rolha ou de rosca?, 10/06/19     [ler +]

Inglaterra, de importador a produtor, 05/06/19     [ler +]

Dia Nacional do Vinho, 18/05/19     [ler +]

Panorama Mundial do Vinho em 2018, 15/04/19     [ler +]

Conferência na Prowein sugere 3 tendências no mercado de vinho, 03/04/19     [ler +]

O que ocorre na fermentação selvagem no vinho?, 29/03/19     [ler +]

A indústria do Champagne deve muito ao monge Dom Pérignon e mais ainda à viúva Madame Clicquot, 15/03/19     [ler +]

Negócio do vinho na década se mantém relativamente estável , 05/03/19     [ler +]

Pesquisadores chilenos aplicam a nanotecnologia para desenvolver elementos microscópicos equipados com feromônios para combater pragas , 15/02/19     [ler +]

Balanço da OIV sobre a vitivinícultura mundial em Nov, 2018, 10/01/19     [ler +]

Importação de vinho à China deve crescer 8% em 2019, 05/01/19     [ler +]

Prosecco no encalço do Champagne, em valores., 03/01/19     [ler +]

Mundo do Vinho em Números de 2018, 10/12/18     [ler +]

OIV estima produção mundial de vinho em 282 Milhões de Hectolitros para 2018 , 02/11/18     [ler +]

Vinho em lata pode ser liberado na Argentina, para atuar no mercado da cerveja, 26/10/18     [ler +]

Produção e Exportação de vinhos nas Américas, 28/09/18     [ler +]

Enoturismo espanhol cresceu 3,4% em 2018 , 28/09/18     [ler +]

Vindima 2018 promissora na Puglia, Itália , 25/08/18     [ler +]

Roda de aromas ajuda na avaliação de vinhos, 20/08/18     [ler +]

Vinho tinto, rosê, branco ou . . . azul!!??, 13/08/18     [ler +]

As uvas viniferas mais plantadas no mundo , 30/06/18     [ler +]

Do que depende a qualidade da uva e do vinho?, 26/06/18     [ler +]

Vinho como aperitivo cresce na Espanha: novo espaço para enonegócios?, 25/06/18     [ler +]

Lançados Congresso e Feira da São Paulo International Wine Trade Fair, 21/06/18     [ler +]

Consumo de vinho total e per capita em 2017 , 06/06/18     [ler +]

Geórgia reivindica pioneirismo na vinicultura mundial , 29/05/18     [ler +]

Brasil cresce 161% mas produção mundial de vinhos decresce 8% em 2017 , 29/05/18     [ler +]

Exportação vinícola brasileira cresceu 44% no início de 2018, 28/05/18     [ler +]

Importação de vinho à China deve crescer 8% em 2109, 19/01/05     [ler +]